julho 31, 2015

Último dia de julho

[Todos os dias
Nunca iguais
Chuva que canta
Encontra o rosto 
Um sinal 
Um toque 
Sonhos 
Moldam paisagens
Todos os dias
Outros dias.]




Texto e imagem de © João Abreu


2 comentários:

  1. Em cada dia, um recomeço. Em cada instante, um passe de mágica a recordar. Adoro.

    ResponderEliminar